sábado, maio 19, 2007

LER BULA PODE DAR AZAR

Tem coisas que acontecem em Goiânia que é só aqui mesmo e o resto do mundo civilizado cai de joelhos de tanto espanto. Imaginem que um jornal diário local bastante conhecido pelo formato jorrando sangue e almas de outro mundo, demitiu 28 jornalistas, alguns com diplomas e outros nem tanto. E sabem por quê? Os bobinhos decidiram vestir preto nesse calor de rachar do cerrado goiano. Se fu!

Recebi a pouco um email muito engraçado da Júlia, que aliás tem uma boa veia de humor, por que se fosse eu mandava esse cambada de jornalistas tomar naquele lugar, o diabo é que a maioria ama evão é ficar felizes.

Voltando a missiva da Júlia, menina lampeira e formosa, lá do norte goiano, acadêmica sei lá do quê, num há de ver que ela, bobinha, comentou uma artigo que saiu na REVISTA BULA no qual um dos doutores da intelectualidade goiana mete o sarrafo na Linda Monteiro. Para quem não sabe, Linda Monteiro é fã ardorosa do Goiás e tem grana para dar de pau na orelha desses intelectualóides, vilanovenses e atleticanos, que ficam se mordendo por perderem as mordomias que usufruem dentro da AGEPEL. E na ausência dessas benesses do governo estadual, se conformam com as migalhas da SECULT mesmo.

Só para entender leiam o artigo do intelectualóide – Debi Lóide -
“Não CW. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino...
Em 1994 até os picolezeiros da Praça Cívica sabiam que o Maguito Vilela não era chegado em cultura e Linda Monteiro, menos ainda. De cara, na gestão de Linda foram instituídas apresentações de catira nos museus de Goiânia, apesar de ter dito recentemente em entrevista ao jornal O Popular que gosta mesmo é de música clássica e erudita. Seria então razoável perguntar por que, durante sua gestão, não se tem idéia de uma única apresentação desse tipo – a não ser que Linda Monteiro pressuponha que a Orquestra de Violeiros do Estado seja música clássica e o Grupo de Catireiros de Jataí seja erudição. Como quase sempre fingimos que somos educados, é claro que vou dizer que Linda Monteiro tem o direito de gostar do que quiser. No entanto, transformar um órgão público numa sucursal de rádio brega, como fez, já é um negócio meio exagerado, para não dizer absolutamente tosco. A Fundação Cultural Pedro Ludovico lembrava uma festa de peão em dia de show de Amado Batista. Um conhecido promoter me disse que foi convidado, em 1995, por um assessor de Linda Monteiro, para elaborar um projeto para FUNPEL, nos moldes do prefeito Darci Accorsi – o homem que teve a brilhante idéia de transformar Goiânia em A Capital Country do Brasil – A empreitada consistia em investimentos maciços, públicos e privados, em apresentações de cantores sertanejos e grupos de catira. Nossas duplas caipiras finalmente seriam elevadas ao píncaro da glória. Uma época de grande fartura cultural. Catireiros ao vivo no Faustão, Leandro e Leonardo, substituindo o tradicional Roberto Carlos na Rede Globo, que já duravam 30 anos. Uma facada no coração do rei, e um tiro na B... dos artistas goianos. Graças a Deus, Darci Accorsi foi defenestrado e junto com ele suas idéias ridículas. Resta saber, se Linda Monteiro, vai utilizar a idéia na totalidade o ou se vai acrescentar alguns excertos nos padrões do genial Oscar Dias!
Quanto tempo Linda Monteiro irá agüentar?
Repito e assumo que vivo me repetindo. Durante sua gestão, Linda Monteiro, gastou 3 anos para trocar as luminárias da Praça Cívica.
Imagine essa cena. Dizem que aconteceu de verdade, numa dessas confraternizações de fim de ano, que funcionários públicos adoram. Linda Monteiro passava em revista sua gestão. Explicando como foi difícil e ousado reformar uma praça inteira. Até os pombos passaram por um banho. Isso sem falar nos mendigos e lavadores de carro. Claro que Linda. Não era boba, nem nada. Lógico que ela tinha o suporte logístico, de gente de peso, tarimbada. Tipo: Adovaldo Fernandes e Oscar Dias. A dupla é quase um tributo à genialidade goiana. Mas, voltando a confraternização, diz a lenda: enquanto Linda discursava calorosamente, recebendo aplausos até das paredes, eis que numa aparição quase mágica surge o lendário Erivaldo Nery, o Piolho, e numa eloqüência única lança Monteiro à prefeitura de Goiânia.Toda essa lenga lenga, envolvendo o Piolho e Linda Monteiro, que até parece um lance do I CHING foi só para tentar ilustrar o que está por vir moçada. Um sinal claro para botarmos nossa barba de molho. E termos a certeza, que assim como a gestão de Linda Monteiro, a nossa batata já está assando. ...Então, doutor, diante de tudo isso, ainda é possível tentar o pneumotórax? Não CW. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino...
http://www.revistabula.com/coluna1-2007-05-13.php

Leiam o comentário quase inocente da Júlia:
Tadim! Pobrezinho!Me engana que eu gosto, tadim de você, que cara de pau. Tasca ai um óleo de peroba para ver se melhora, coitadinho. Está tão preocupado com Linda Monteiro que só tem esse assunto. E cá entre nós, antes presidente do Goiás, que ser apontada a dedo por fraudar uma tese de doutorado e esse ai, você bajula, hem?Vendidinho!Júlia Francisca Silva 05.13.07 - 12:20 pm #

E a resposta de Debi Loide :
Engraçado, eu descobri que a Júlia é na verdade um amigo sacana, desses que vai se revelando aos poucos. Mas eu o perdôo. Ele não está acostumado com amizade sincera. Além do que, eu não agüento mais, homem que não desce do muro. Em todos os textos assinados publicados por mim, eu nunca disse que alguém era desonesto.Acho que Linda Monteiro foi o pior nome possível para a cultura goiana. No entanto, isso não me da direito, de tentar imputar-lhe o rótulo de desonesta.Da mesma forma, gostaria que você meu caro, que não fizesse insinuações sobre a honestidade das pessoas. Cabe ao acusador o ônus da prova..Se tiver provas. Faço questão de publicar na capa da Bula.CWL 05.14.07 - 8:30 pm #

E a Júlia mandou as provas, que alias primeiramente foram postadas aqui no ACORDA GOIÂNIA e claro, tudo foi deletado da tão democrática revista BULA. E Debi Loide já tinha certeza que Júlia é o altar ego que outro personagem que elegeu como inimigo.

Julia, o ódio que você sente pelo secretário Kleber Adorno te deixou cega. Mude a retórica...já faz alguns anos que você parece uma vitrola quebrada...Denuncias não viram verdades apenas porque saíram nos jornais e por que você quer. Leia mais, vá ao teatro, visite o Cine Ouro. Não importa de quem foi a idéia. O fato é que o lugar pegou. Ficou divertido. Bonito. Esse tipo de reconhecimento é necessário. O dia que Linda Monteiro tiver uma grande idéia, eu serei o primeiro a cumprimentá-la. Um amigo sempre me diz que em Goiás, os bons brigam e os medíocres se unem . Eu sempre tive você, minha cara Dio......., na conta dos Bons, mas tome cuidado. O comentário por aí...é que você é a forma feminina do piolho.Edited By SiteownerCWL Homepage 05.16.07 - 10:15 pm #

É claro que todas as respostas enviadas foram moderadas pelo Debi Loide CWL. E vejam a onde vai a liberdade de imprensa.

CW: não se deve amplificar a voz dos idiotas. Deixe o piolho falando sozinho. Andei pensando sobre isso, e até fisicamente a Júlia se parece com o piolho. Provavelmente, deve agir como ele. Outro detalhe: as pessoas que o nosso piolho aqui da Bula defendem, o comentário que se escuta, é que algumas delas correm o risco de ir para cadeia.Ulisses Aesse 05.19.07 - 10:14 am #

Petista é assim mesmo. Se você deixa ele solto, fatalmente, ele vai voltar a delinqüir.Ulisses Aesse 05.19.07 - 10:25 am #

olhem o que eu achei no Opção Nessa epoca o piolho, que aqui assina como Júlia, não trabalhava com o Sandro di Lima...CARLOS WILLIAN Na Secretaria Municipal de Cultura, o secretário Sandro di Lima até desenvolveu alguns projetos interessantes, como o teatro nos bairros, mas, no geral, sua gestão deixa muito a desejar. Mesmo quando a idéia é boa, falta estrutura e conseqüência na execução. As rodas de hip-hop, por exemplo, são mais organizadas que os eventos da própria secretaria. Por falar em hip-hop, outro problema grave da Secretaria Municipal de Cultura é o cheiro crônico de maconha nos banheiros, associado ao cheiro de alguns cabeludos que parecem morar por ali. Estive lá por duas vezes em anos diferentes e, nas duas, o cheiro da erva infestava o ambiente.Ulisses Aesse 05.19.07 - 10:35 am #

Será que há alguma coisa que possa ser dita diante de tanta inteligência? Tem razão Júlia, uns causam espanto por fazerem coro as meretrizes da cultura, outros nem tanto, já que não se espera nada mesmo.

E leiam enquanto podem a resposta da Júlia aos intelectualóides goianos:

Esses são os representantes do jornalismo goiano? Vocês sim, clones perfeitos do Piolho, e clones piorados. Ulisses nada me causa mais espanto que você se aliar e respaldar as idiotices desse jornalista de feira hippe que é C.W.L. Que tipos que nem Batista Custódio e Tadim respaldem um coitado desses, e até coloquem verdinhas nas suas letras não causa admiração. Mas você? Caramba! É um espanto! Que mundo pequeno esse, e tão repleto de coronéis.Antes de sugerir a prisão do piolho, investiga quem de fato está sendo processado por improbidade administrativa e poderá se deparar com outras possibilidades. E possibilidades essas que poderão definitivamente deixar na berlinda, uma pena que não seja o xilindró, determinados coronéis da cultura.Que dó dos órfãos que ficarão.Júlia Francisca Silva 05.19.07 - 12:25 pm #

Antes que perca a veia e a piada, Júlia, a idéia de propor uma condecoração ao Piolho como intelectual do ano é muito boa, afinal ao lado de Debi Loide, não vai fazer feio mesmo! Vai ser o show! Tem todo meu apoio!
Acorda Goiânia! Sai dessa merda antes que termine deixando de lado a modernidade para torna-se terra de crentes e intelectualóides!

2 comentários:

Jurassic Dark disse...

hehehehe, comentar o que? A Secretaria de cultura é curral mesmo. lugar de artista frustrado que para não morrer de fome com essa arte de merda que eles fazem, se penduram nos cabides da secretaria e se alimentam com as leis de incentivo.

Viva Marcelo Solá e Pitágoras que chutaram as bundas dos Carlos Senna da vida

Visgo disse...

Jurassic Dark, rapaz(?)as besteiras de DebiLoide postadas aqui, relendo, são ótimas para o fígado.
É verdade, nada mais verdadeiro, se não desejarem morrer de fome os grandes artistas goianos são obrigados a bater palmas, cantar em verso e prosa , loas ao coronel da SECULT. Bom, destronado oficialmente, mas trabalhando para colocar no trono a sua sombra Embromacino Naves. E viva a cultura goiana!
De longe é muito melhor, de perto dá nojo!