domingo, novembro 16, 2008

Prefeito confirma exonerações

Mas quem diria, hem? Demitir comissionados na Prefeitura de Goiânia é uma piadinha bem interessante, afinal foram eles os únicos corajosos a ir para as ruas pedir votos para a reeleição do prefeito. Bem feito!!!!

Larissa Bittar para o DM - 16/11/2008.
O prefeito Iris Rezende (PMDB) confirmou ontem que vai realmente demitir os servidores comissionados da Prefeitura de Goiânia no dia 31 de dezembro.

Na edição de ontem, o DM já havia antecipado as demissões. Cerca de 2,5 mil funcionários vão perder empregos. “Isto já estava previsto. Tínhamos um compromisso de quatro anos (com os comissionados), que acaba agora. Estas exonerações são naturais”, comentou o prefeito durante encontro ontem pela manhã com os vereadores (eleitos e reeleitos) no Paço Municipal.

As novas contratações ocorrem em 5 de janeiro e o prefeito se mostrou disposto a deixar vago parte dos cargos comissionados. Seria uma medida de economia para atender aos requisitos da reforma administrativa, que deve ser votada ainda este ano na Câmara Municipal. Quanto à mudança no secretariado, Iris falou que os novos nomes serão anunciados na última semana de dezembro, período em que os secretários estão em recesso. “A intenção é evitar constrangimento entre os novos contratados com os atuais.”

E o prefeito fez alerta aos novos titulares de pastas: não quer ninguém postulando cargo eletivo em 2010. “Isso pode acarretar prejuízos administrativos irremediáveis, pois a pessoa trabalha só pensando em campanha.” Quanto à sua candidatura ao governo do Estado, daqui a dois anos, voltou a ser evasivo: “Só me lanço em 2010 se Goiânia impuser mudança de comportamento muito forte. Sei da responsabilidade que pesa sobre meus ombros em administrar a Capital.”

Indagado sobre a extinção da Sociedade Cidadão 2000, uma vez que o Ministério Público ameaça ir à Justiça para preservar o órgão, Iris garantiu que não haverá prejuízo à população. “Estamos fazendo um caminho inverso do que todos fizeram, evitando terceirizações. A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) assumirá as funções do Cidadão 2000”, justificou.

almoço
O encontro entre o prefeito e vereadores foi marcado por clima de descontração e discurso politicamente correto. Iris não se arriscou a tocar em temas espinhosos. Como manda o figurino, desejou bom mandato aos eleitos, colocou seus secretários à disposição dos novatos para esclarecimento de dúvidas e garantiu não se envolver na escolha do novo presidente da Casa.

A fala do prefeito, no entanto, pareceu, para alguns, mera medida protocolar. “Vamos fingir que acreditamos”, provocou um vereador da situação, que prefere não ser identificado. Iris disse que só interfere na eleição da Câmara caso nao haja união entre todos os eleitos. Onze já manifestaram desejo. Viável um consenso entre os 35? “Muito difícil”, admite o vereador Bruno Peixoto (PMDB). “Mas o prefeito está numa situação confortável, temos maioria folgada.”

A oposição não representa ameça. Com apenas nove eleitos, os próprios oposicionistas reconhecem soberania da situação. “Aceitamos um presidente do PMDB, não temos candidato”, diz Giovani Antônio (PSDB).A reunião, iniciada às 10h30 no Paço, durou até o meio-dia, quando foi servido almoço. Não compareceram Elias Vaz (PSol) Charles Bento (PRTB), Túlio Maravilha (PMDB), Maurício Beraldo (PMDB), Pedro Azulão Jr. (PSB) e o presidente da Casa, Deivison Costa (PTdoB).

Eles perderam leitoa assada, estrogonofe de frango e filé ao molho madeira. De sobremesa, pudim e doce de banana. Cardápio oferecido pela deputada federal Dona Iris (PMDB).

Rush de inaugurações
O prefeito Iris Rezende inicia a semana com série de inaugurações. Até sábado (22), estará presente em mais de seis eventos, incluindo inaugurações de quatro praças, um parque, além da liberação da Avenida T-9. Ainda no período eleitoral, Iris já havia enfatizado que retornaria aos rush de inaugurações caso fosse reeleito. Apesar de a reforma administrativa ter atrasado a entrega de obras, fez questão de entrar em contato com a equipe para que as inaugurações de praças e parques fossem concluídas ainda na atual legislatura.

Amanhã, o tráfego da T-9 será liberado pela Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes. Iniciada em setembro, a interdição ocorreu devido à obra do bueiro duplo celular no local.

Único temor de Iris é que as chuvas atrapalhem o ritmo da obra, que deve ser concluída hoje.

Um comentário:

Viviane disse...

Politicagem é foda! Mas daqui um mês todo mundo tá de volta. Ainda mais que o prefeito é o mesmo e a maioria dos vereadores tb...